O que é dropshipping e como começar em 2022

Se você já buscou por 'como ganhar dinheiro na internet', provavelmente já leu sobre dropshipping. E se você já ouviu falar sobre o termo em qualquer outro lugar, mas está confuso sobre como funciona, esse artigo vai te ajudar a entender de uma vez por todas, além de conhecer as vantagens e desvantagens desse modelo de negócio e aprender como começar no mercado.

O que é Dropshipping

Dropshipping é um modelo de negócio em que o lojista vende sem ter estoque próprio, ou seja, ele recebe o pedido e repassa a ordem ao seu fornecedor, que é o responsável por todo o processo de logística até o consumidor. A grande vantagem desse modelo é que qualquer pessoa pode começar a trabalhar de casa, sem investimento inicial com estoque.

Apesar dessa vantagem fazer os olhos brilharem, engana-se quem pensa que fazer dropshipping é tão simples. Embora o fornecedor seja o responsável pelo armazenamento e envio do produto, o lojista ainda é totalmente responsável pela venda e entrega até a casa do consumidor. Isso significa que a loja deve cuidar do tráfego até o site, oferta, atendimento, garantia de entrega e pós-venda. Afinal, o cliente está comprando da loja e não diretamente do fornecedor.

Como funciona o Dropshipping

O conceito e funcionamento do dropshipping é simples e pode ser divido em 3 passos:

1- O cliente faz o pedido na sua loja

Você previamente seleciona os produtos que vão para a sua loja de acordo com a disponibilidade de estoque dos fornecedores, sejam eles nacionais ou internacionais (se quer saber mais sobre fornecedores, confira esse post). Assim, o cliente visita a sua loja, escolhe seu produto e finaliza a compra com o preço que você definiu. 

 

2- Você repassa o pedido ao fornecedor

Você, como lojista, encaminha o pedido ao fornecedor, pagando somente o preço do produto e lucrando com a diferença do valor pago pelo seu comprador.

O seu cliente não precisa ter conhecimento de que você não possui estoque próprio – ele receberá o pedido normalmente, como qualquer outra compra feita pela internet.

3- O fornecedor entrega o produto

O fornecedor realizará o envio e disponibilizará um código de rastreamento a você, que deverá ser repassado ao comprador para que ele acompanhe o status do pedido.

Existem algumas ferramentas que facilitam o repasse do código e acompanhamento dos pedidos, como o Rastreio Ninja, que faz esse processo automaticamente.

Dropshipping é ilegal?

É normal que muitas pessoas acreditem que a prática do dropshipping seja ilegal, afinal, vender um produto que você não dispõe em mãos pode parecer suspeito. Mas a verdade é que grandes empresas, como o Magazine Luiza e o Ponto Frio, operam da mesma forma, como intermediadores entre o fornecedor e o consumidor final.

Não existe nenhuma legislação no país que regulamente ou proíba essa prática. As leis que cabem para o dropshipping são as de venda de produtos nacionais e internacionais, que devem ser seguidas como em qualquer outro e-commerce. Por isso, é muito importante que você formalize seu negócio, abrindo um CNPJ e pagando todos os impostos relacionados à atividade. 

Qual é o papel do dropshipper?

Mas afinal, quais são as principais responsabilidades do lojista que vende através desse modelo de logística? Se você pretende se tornar um dropshipper, assumindo o papel intermediário entre o consumidor e o fornecedor, você deve cuidar dessas principais atividades:

Montar sua plataforma de vendas

Você deve ter um espaço de vendas na internet, seja uma loja com endereço próprio ou em algum marketplace. É nela onde você vai montar seu catálogo de produtos, receber pagamentos, gerenciar pedidos e encaminhá-los aos fornecedores.

Buscar produtos e fornecedores

Ao iniciar sua loja de dropshipping, foque em produtos que resolvam problemas fortes e que tenham um apelo muito grande, os chamados produtos vencedores. Para isso, é necessário que você dê uma atenção especial ao processo de busca de produtos e de fornecedores de confiança.

Definir o preço de venda

É você quem vai precificar os produtos ofertados, por isso, é importante definir um preço estratégico, levando em conta o valor do produto e todos os gastos que você terá para vendê-lo. O ideal é que o preço final gere uma boa margem de lucro, mas que também seja atrativo para o seu cliente.

Atrair clientes

Será também seu papel atrair clientes para a sua loja, seja através de anúncios pagos ou organicamente (sem gastar nada). Você deve despertar o interesse do consumidor pelos seus produtos através de estratégias de marketing, por isso, estude sobre copywriting e gatilhos mentais para aplicar nas suas páginas de venda.

Prestar atendimento

Antes e após a compra, você é quem vai auxiliar o comprador, tirando todas as suas dúvidas sobre a compra e oferecendo assistência para contratempos que possam haver, como atrasos na entrega, problemas com o produto, trocas e devoluções.

Vantagens do Dropshipping

Agora que você já sabe como funciona a prática do dropshipping, chegou a hora de conhecer todas as suas vantagens e entender por que esse modelo se tornou tão atrativo para quem busca empreender online. Veja as principais vantagens:

Terceirização de estoque e logística

Como você já sabe, o dropshipping não exige o gerenciamento de um estoque. Isso significa uma redução de custos muito significativa para a sua operação, uma vez que essa área exige muito investimento, desde aluguel de espaço até mão de obra e embalagem.

Ao terceirizar seu estoque, seus fornecedores, que já possuem expertise em estoque e logística, cuidarão do armazenamento, planejamento e negociação com transportadoras, enquanto você se dedica à parte de vendas.

Baixo investimento inicial

O dropshipping é um modelo de negócio extremamente barato. Além de não precisar de um espaço físico, você não precisa gastar com produtos e pode começar de casa, apenas com um computador.

É claro que se você busca resultados mais rápidos, deve investir em anúncios pagos, que têm um custo considerável. Mas nada te impede de começar seu negócio anunciando em grupos do Facebook, marketplaces, ou mesmo no Tiktok, sem custo algum.

Flexibilidade de trabalho remoto

Você pode começar seu negócio no modelo de dropshipping de qualquer lugar, apenas com um computador e uma conexão à internet, gerenciando sua operação e se comunicando com fornecedores de maneira remota.

Isso é um dos maiores atrativos para pessoas que buscam a liberdade geográfica de trabalhar a qualquer hora, de casa ou de onde estiver.

Alta escalabilidade

Quando um e-commerce tradicional com estoque decide expandir, isso resulta em um investimento grande na sua estrutura física e no seu quadro de funcionários. Isso não acontece no dropshipping.

Um negócio sem estoque pode crescer sem aumento de custos operacionais, uma vez que os gastos com logística e equipe estão nas mãos dos fornecedores. Isso significa uma escalabilidade muito alta para a sua empresa.

Facilidade em testar novos produtos

Uma loja de dropshipping tem muito mais flexibilidade para vender diferentes tipos de produtos, de diferentes categorias, sem que isso impacte nos custos com estoque, já que você pode negociar com fornecedores de qualquer segmento.

A maior vantagem de tudo isso é que você pode sempre testar novos tipos de produtos e descobrir nichos de mercado muito lucrativos, atendendo diferentes perfis de clientes, sem ter um estoque parado.

Desvantagens do Dropshipping

Se você pensa em começar seu negócio de dropshipping, chegou a hora de avaliar as suas desvantagens e saber se esse modelo é para você. Conheça as principais:

Concorrência acirrada

O mercado está saturado de lojas vendendo produtos similares. Por isso, procure se diferenciar tanto nos produtos que você oferece quanto nas suas ofertas, apostando em estratégias de marketing e trabalhando a sua marca, gerando confiança para que o consumidor escolha comprar com você.

Prazos maiores

É fato que fornecedores internacionais têm um portfólio de produtos muito maior do que os nacionais, além de preços muito mais baratos, que chamam a atenção. Contudo, os prazos de entregas vindas de fora podem variar de 15 a 30 dias, o que é uma desvantagem para o consumidor acostumado a comprar de lojas com estoque nacional. Apesar disso, hoje existem algumas opções de frete, como o ePacket, com prazos encurtados de até 15 dias.

Dificuldade de construir uma marca

A recorrência de clientes é muito mais difícil numa loja de dropshipping. Dependendo do seu catálogo de produtos e da experiência de compra do seu consumidor, dificilmente este voltará a comprar novamente com você. Mas a construção da sua marca pode fortalecer seu negócio e gerar uma margem de lucro muito grande. Por isso, o ideal é investir no relacionamento com o cliente, fidelizando-o através dos seus canais de venda, como as redes sociais, e-mail marketing e Whatsapp.

Baixa margem de lucro

Devido à alta competitividade do mercado, um dos maiores diferenciais de uma loja de dropshipping será o preço atrativo ao cliente. Isso acaba pressionando os preços para baixo e diminuindo a sua margem de lucro, principalmente se você vende um produto que muitas outras lojas vendem. O lucro de uma loja de dropshipping pode variar de 15% a 45%.

Como começar no Dropshipping em 2022

Agora que você já conhece as principais vantagens e desvantagens do modelo de dropshipping e pensa em iniciar no mercado, saiba por onde começar a sua jornada vendendo sem estoque.

Defina um nicho de mercado

O primeiro passo para abrir qualquer negócio é definir um público-alvo. Você pode começar fazendo um estudo de mercado e buscando por tendências que estão em alta, analisando produtos que estão com uma demanda crescente e montando sua esteira de produtos, que vai organizar seu processo de testes. Existem ferramentas, como a Adminer, que te ajudam nisso.

Encontre fornecedores

Depois de montar sua esteira de testes, você vai fazer uma segunda análise dos produtos selecionados, buscando pelos seus fornecedores. Sejam nacionais ou internacionais, nessa etapa você vai analisar os preços, avaliações e tipos de fretes. Leve em conta também o tempo que a empresa está no mercado. Nesse artigo, você pode conferir mais dicas sobre como encontrar fornecedores confiáveis.

Encontre uma plataforma de vendas

Nessa etapa, você vai escolher a plataforma ou canal por onde você vai oferecer seus produtos, processar pagamentos e gerenciar pedidos. Você pode optar por marketplaces como Mercado Livre e Shopee, ou lojas próprias, que podem ser construídas através de plataformas como Shopify, Nuvemshop e Yampi, e que já oferecem integrações com ferramentas de dropshipping, automatizando seu fluxo de pedidos.

Gere tráfego para a sua loja

Depois de montar sua loja e definir seu catálogo de produtos, chegou a hora de atrair clientes para a sua loja. Você pode investir em uma estratégia de divulgação da sua marca, como anúncios pagos no Facebook Ads e Google Ads, gerando um resultado mais rápido, ou divulgando seus produtos em redes sociais e canais de compra e venda, o que pode levar mais tempo para gerar algum resultado.

Formalize seu negócio

Para que você possa receber seu dinheiro dentro da legislação e emitir notas fiscais, você deve formalizar sua empresa abrindo um CNPJ. Como iniciante, você pode legalizar seu negócio como Microempresa (ME), Empresa de Pequeno Porte (EPP) ou Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli). O seu cadastro pode ser intermediador de negócios ou intermediador de importação, caso trabalhe com fornecedores internacionais. 

Crie um fluxo de pedidos automático

Depois de realizar as suas primeiras vendas, é necessário automatizar seu fluxo de pedidos para que você poupe trabalho manual. Existem diversas ferramentas que processam os pedidos automaticamente assim que uma compra é finalizada, enviando a ordem diretamente ao fornecedor. Outro ponto importante a ser pensado é a plataforma que você vai escolher para processar seus pagamentos. Você pode optar por soluções como o Mercado Pago ou Appmax, por exemplo.

Como encontrar produtos e fornecedores para a sua operação

Se você quer montar sua loja de dropshipping, um dos primeiros passos para gerar resultados é oferecer um catálogo de produtos altamente atrativos para o seu público-alvo. Para te ajudar a encontrá-los, existem algumas ferramentas, como a Adminer, que facilitam sua busca e análise de produtos.

Adminer possui uma extensão gratuita que te possibilita buscar produtos de dropshipping diretamente no seu Facebook, analisando o que outras lojas de sucesso estão vendendo e tendências que estão fazendo muito dinheiro aqui no Brasil ou lá fora, além de seus principais fornecedores.

Dropshipping é para você?

Agora que você já sabe como funciona o modelo de dropshipping, conhece suas principais vantagens e desvantagens e se interessou pelo mercado, chegou a hora de avaliar se essa oportunidade de negócio é ideal para você.

Se você busca empreender online, mas não pode fazer um investimento alto, sem dúvidas, vender sem estoque é uma ótima opção. Mas lembre-se que, ainda que não precise se preocupar com toda a parte de estoque, você não terá domínio sobre a logística de entrega, que ficará a encargo do seu fornecedor. Isso significa que atrasos ou adversidades como objetos extraviados e danificados estarão fora do seu controle.

Uma forma de diminuir essas complicações, que são comuns em qualquer e-commerce, é escolher bem os fornecedores com quem você vai trabalhar. Sejam nacionais ou internacionais, procure sempre ler suas avaliações e buscar por empresas que estão há algum tempo no mercado, assim você evita o risco de fazer negócio com fornecedores que possam te deixar na mão. Se você quer saber mais sobre como escolher fornecedores, confira esse post.

Apesar da competitividade do mercado, o dropshipping continua sendo uma ótima forma de ganhar dinheiro online e uma chance de montar um negócio altamente escalável. É claro que, com a concorrência grande e muitas pessoas vendendo as mesmas soluções, você terá que se reinventar, criar ofertas e estratégias que te diferenciem e que atraiam seu público-alvo. Afinal, o mercado de e-commerce só cresce e tem espaço para todo mundo.

Em resumo, vender sem estoque funciona muito bem e tem alto potencial de sucesso, mas não deve ser feito como uma renda extra. Ainda que não cuide da parte logística, você precisará se dedicar de forma integral para gerenciar sua operação e criar estratégias de venda para manter uma constância no seu faturamento. Por isso, se você quer iniciar no mercado, aproveite as dicas que demos aqui e procure sempre estudar mais sobre o assunto, tomando cuidado com os fornecedores e produtos que você negocia. Dessa forma, o sucesso é muito mais provável.